Bem vindo!

Entenda tudo sobre o mundo das milhas
E descubra como lucrar mais.

Nenhum comentário

Como fazer intercâmbio? Veja 7 dicas para realizar esse sonho!

Como-fazer-intercâmbio-Veja-7-dicas-para-realizar-esse-sonho!
Tem o sonho de fazer um intercâmbio, mas se vê em dificuldades financeiras para tanto? Então é hora de começar a se organizar em função dessa meta.
Quando você trabalha com objetivos, fica mais fácil reunir recursos para alcançá-los. Mas não se preocupe. Com uma boa estratégia e gestão financeira responsável, você consegue fazer seu intercâmbio sem que isso comprometa a sua saúde financeira futura.
Quer saber como é possível? Então confira as nossas dicas sobre como fazer intercâmbio.

1. Conheça o programa

Antes de fazer o seu planejamento é preciso conhecer em detalhes o programa de intercâmbio. Isso será importante para que você saiba ao certo o quanto precisará gastar.
Informe-se a respeito daquilo que estará incluso no seu pagamento, tais como a hospedagem e a passagem, pois isso pode representar um gasto a mais durante a sua viagem. Dependendo da instituição, você tem acesso à alimentação subsidiada e outros benefícios que podem ser diferenciais para esse período. Pesquise a respeito disso com antecedência.
Além disso, é fundamental conferir as condições de parcelamento do programa. Caso exista a possibilidade de dividir em um maior número de vezes, confira se os juros não farão com que os gastos sejam maiores.

2. Considere a variação do câmbio

Muito cuidado com a questão monetária. Num momento em que o Dólar dificilmente fica abaixo dos R$ 3,00 é preciso que você entenda que, viajando para algum país que trabalhe com essa moeda, seus gastos serão multiplicados, no mínimo, por 3. Isso sem falar que a variação é diária, ou seja, dependendo da flutuação da moeda, esse valor pode aumentar ou diminuir.
Por outro lado, em comparação com o Peso, por exemplo, o Real costuma se sair bem, sendo assim, considerando a questão financeira, é mais vantajoso fazer seu intercâmbio na Argentina do que nos Estados Unidos, por exemplo.
Não quer dizer que você deva desistir de viajar para um país que possui uma moeda muito mais valorizada do que o Real, como o Dólar ou o Euro, mas sim que é preciso considerar a questão do câmbio para evitar problemas, talvez até sendo o caso de ser necessário levar mais tempo para realizar o seu sonho.

3. Considere o período

Existem diferentes possibilidades de intercâmbio. De ensino médio, de idiomas, de idiomas com atividades extras, Au Pair, com trabalho voluntário, entre outros. Assim, o tempo de realização, que varia de acordo com cada instituição e a finalidade do projeto, interfere diretamente na quantidade de dinheiro que você terá que gastar ao longo do período.
Algumas faculdades abrem as portas para estudantes que pretendem fazer somente uma ou duas matérias para concluir seu curso de nível superior, outras já exigem a participação semestral ou até anual, além de atividades extras. Isso depende da modalidade do intercâmbio e da disponibilidade de vagas.
Quanto mais tempo você passar em outro país, maior atenção deverá ter à paridade entre o Real e a moeda local. Nesse caso, a dica é fazer a conversão em casas de câmbio, em um período em que ela parecer mais vantajosa para os seus interesses.

4. Planeje as suas ações

Uma vez que você já sabe para onde vai e o tempo que vai passar no país, é preciso organizar seu orçamento para tornar possível a realização da sua viagem. Nesse momento, seja racional. Coloque a sua renda no papel e comece a estimar as suas possibilidades.
Com uma planilha financeira você consegue determinar um valor a ser economizado para que, ao longo do tempo, tenha como reunir os recursos necessários para a viagem.
Estime também os gastos do tempo em que estiver morando fora. Custos da passagem, da moradia, entre outros, precisam ser projetados para que você tenha como alcançar os objetivos.
Não deixe de considerar os possíveis gastos, mesmo quando eles não tenham a ver com os estudos, como em festas e na compra de lembranças.

5. Compre com antecedência

Você pode reduzir seus custos com as passagens aéreas comprando com certa antecedência. Sendo assim, comece desde já a pesquisar não somente os preços, mas também o histórico de promoções oferecidas pelas companhias aéreas para obter os descontos de que precisa.
É bom ter atenção especial também às datas em que as passagens são mais econômicas, como em épocas de baixa temporada e até mesmo os dias da semana em que o movimento é menor. Comprar quando a demanda é baixa, pode reduzir, em muito, o preço da passagem.
Existe a possibilidade de você obter desconto exclusivo para estudante, caso a companhia aérea ofereça esse benefício. Por isso, não perca tempo e procure se informar sobre esse desconto para garantir maior redução de custos no intercâmbio.

6. Comece a juntar dinheiro

Encontre alternativas para juntar o dinheiro necessário. Uma possibilidade válida, principalmente se você tem tempo até a data da viagem, é vender milhas.
Funciona assim: você se cadastra em algum programa de fidelidade de companhia aérea e começa a juntar pontos usando o seu cartão de crédito. Ao reunir uma quantidade alta, você converte esses pontos em milhas para vendê-las.
Você também pode fazer uso de sua própria experiência como estudante para ganhar dinheiro. Dê aulas particulares de idiomas, por exemplo, assim você pratica o idioma do país que pretende conhecer e ainda reúne recursos para viabilizar a sua viagem.
Outros trabalhos, como na venda de artesanato e de comidas na faculdade, também são válidos. Faça aquilo que tem mais a ver com o seu perfil.

7. Corte gastos

Gastos supérfluos podem ser sacrificados para a realização do seu sonho. Sendo assim, é preciso ter critérios para cortar despesas com aquilo que, de fato, não é essencial para a sua vida.
Dessa forma, caso você verifique que não terá condições de arcar com os custos da viagem, experimente trocar atividades de entretenimento mais caras por opções gratuitas, como deixar de ir a restaurantes mais sofisticados para reunir os amigos e fazer jantares mais econômicos em casa, por exemplo.
Também é possível repensar o plano de telefonia para contar com opções mais baratas e que ofereçam, de uma maneira limitada, o acesso aos recursos de que você precisa. Serviços de TV a cabo e internet também não precisam ser cortados, mas você pode optar por pacotes simples para reduzir suas despesas com eles.
Enfim, reveja seus gastos voltados ao entretenimento e faça ajustes para gerar economia.
Agora que você já sabe como fazer intercâmbio, deixe seu comentário no post e conte para onde você planeja o seu!

Posts relacionados

O que são milhas aéreas e como você pode se beneficiar dos programas de fidelidade

Saiba tudo sobre milhas aéreas e como elas podem ser acumuladas e utilizadas em prol do seu bolso Muitas pessoas ainda não sabem o que…

Como não ter problema com o comércio das milhas aéreas

Descubra como não ter problemas com milhas e aproveitar ao máximo essa maneira de ganhar renda extra com segurança e comodidade A venda de milhas…

Bônus na transferência de pontos para os programas de fidelidade vale a pena?

Saiba o que é bônus de milhas e aprenda a calcular se essa é uma boa opção para multiplicar seu saldo e conseguir uma renda…

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale conosco
COTAR AGORA