Entenda tudo sobre o mundo das Milhas e Viagens.

Na Hot Milhas a segurança está em primeiro lugar, mais de 1.000.000 pessoas aprovam no Facebook.

Blog

15 mar 2012

Gol quer iniciar voos para Miami a partir de julho, diz Constantino

O presidente da Gol Linhas Aéreas, Constantino de Oliveira Jr., afirmou nesta quarta-feira (14) que a companhia pretende iniciar os primeiros voos regulares para os Estados Unidos, com escala na Venezuela, a partir de julho.

“Depende das autorizações formais. Não acredito que aconteça antes de junho, julho”, disse Constantino, após participar de seminário com outros executivos de companhias aéreas, no fórum Panrotas, em São Paulo. “Está mais para julho, mas não tem data definida”, acrescentou.

Nesta terça-feira (13), a Gol enviou solicitação formal à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar voos regulares entre o Brasil e Estados Unidos.

“Serão 6 voos semanais”, explicou Constantino, informando que a companhia também irá vender bilhetes para venezuelanos. “Esse voo atende tanto o mercado do Brasil para Venezuela, quanto do Brasil para Miami, quanto da Venezuela para Miami”.

Caso aprovado, o novo voo será operado aos domingos, segundas, quartas, quintas e sexta-feiras, com saída do aeroporto de Guarulhos (SP) com destino a Miami (EUA) e escala emCaracas (Venezuela).

“A decisão apoia-se no resultado de estudos de viabilidade realizados internamente e segue em linha com o modelo de negócios da empresa, baseado na utilização de uma frota padronizada em aeronaves Boeing 737 Next Generation”, disse a empresa, em nota

Segundo Constantino, não está previsto aumento de frota em 2012 para atender a nova rota internacional. Para voar na nova rota sem adquirir novas aeronaves, a Gol fará com que seus aviões voem por mais horas, segundo o presidente. “Não temos guidance de frota. Não está pronto o plano de frota”, disse.

Questionado se as novas rotas internacionais estariam inseridas dentro de um interesse em fazer alguma aquisição no exterior ou integrar alguma aliança global de companhias, o executivo disse que perfil da Gol é de investir em acordos bilaterais.

Fonte: G1

Posts relacionados

Comentários

*