Entenda tudo sobre o mundo das Milhas e Viagens.

Na Hot Milhas a segurança está em primeiro lugar, mais de 1.000.000 pessoas aprovam no Facebook.

Blog

13 mai 2017

Implemente o consumo consciente em seu dia a dia em 7 passos

Consumir de forma consciente é um dos passos mais importantes para manter os gastos do dia a dia sob controle e, ainda, ter dinheiro para realizar os sonhos. Para implementar essa ideia, gerar bons resultados para as finanças e, até mesmo, para o meio ambiente, alguns hábitos devem ser mudados.

Entre as práticas que fazem a diferença estão sempre: fazer uma lista antes de ir às compras, não adquirir produtos perecíveis em grande quantidade e apostar no uso de programas de fidelidade.

É importante, ainda, não confundir desejo com necessidade, reduzir os pequenos gastos, evitar as compras por impulso e dar adeus a maus hábitos, como dormir de ar-condicionado no frio e pegar táxi quando se pode pegar um transporte público.

Portanto, veja como implementar o consumo consciente em seu dia a dia em 7 passos:

1. Faça uma lista antes de sair às compras

Para consumir de forma mais consciente, investir no planejamento é essencial. Um passo importante nesse sentido é sempre fazer uma lista do que precisa antes de sair às compras.

Quem vai ao supermercado sem ideia dos produtos que realmente precisa em casa, por exemplo, tem muito mais chances de levar itens que já têm e/ou não necessita realmente.

Não corra esse risco olhando a despensa e anotando o que realmente precisa. Assim, além de reduzir o desperdício, ainda economiza durante as compras no supermercado.

2. Tenha atenção aos produtos perecíveis

Fazer compras de forma mais consciente inclui ainda ter ideia da quantidade certa de produtos que precisa levar para casa. Isso é especialmente importante no caso de legumes, verduras, frutas e outros itens perecíveis.

Muitas pessoas se empolgam na hora de comprar esse tipo de produto, adquirem uma quantidade maior do que deveriam e não tem tempo para consumir tudo o que compraram. Resultado: grande parte dos alimentos acaba no lixo.

Não cometa esse erro fracionando sua compra. Deixe para adquirir alimentos como frutas e verduras semanalmente e leve para casa apenas o que vai consumir nos próximos dias. Assim, você reduz o risco de ter alimentos estragados na sua geladeira, evitando o desperdício.

3. Use programas de fidelidade a seu favor

Uma das grandes vantagens do varejo atual é a extensa oferta de lojas e marcas à disposição do consumidor.

Use este poder de escolha a seu favor e opte por estabelecimentos que não só tenham o produto que você busca, como também ofereçam vantagens do ponto de vista financeiro.

Na hora de escolher onde comprar você pode dar preferência para estabelecimentos que tenham programas de fidelidade para acúmulo de pontos. Assim, cada compra que você fizer, no futuro, poderá ser revertida em benefícios para você.

É possível, por exemplo, trocar seus pontos por milhas e vendê-las. Assim, o dinheiro que você conseguir pode ser usado da forma que você desejar.

4. Não confunda necessidade com desejo

A frase “eu preciso muito disso!” é proferida constantemente por aí. Apesar de comum, na verdade, ela não expressa uma realidade. Dificilmente a pessoa que está falando realmente precisa do produto ou serviço em questão. Ela simplesmente deseja aquilo.

O consumo consciente se torna mais simples quando você aprende a diferenciar o que é necessidade e o que é desejo. Antes de fazer alguma compra, sempre se pergunte se você realmente necessita daquilo.

5. Reduza os pequenos gastos

À primeira vista, o suco na saída da academia e a revista comprada toda semana no jornaleiro parecem gastos inofensivos. A questão é que, quando somadas, as pequenas despesas podem fazer um rombo no orçamento doméstico.

Implemente o consumo consciente no dia a dia adquirindo o hábito de anotar todos os seus gastos, por menores que sejam. Ao final do mês, analise com atenção todas as suas despesas e veja em que categoria é possível economizar para sobrar um dinheiro a mais no final do mês.

Considere a possibilidade de cortar alguns gastos, como o café depois do almoço, caso aquela despesa realmente não seja muito importante para você.

6. Evite compras por impulso

Comprar algo por impulso geralmente não traz bons resultados. Além de, muitas vezes, você gastar um dinheiro que poderia ser usado para coisas mais importantes, é possível que, no futuro, nem saiba muito bem por que adquiriu determinado item.

Quem tem dificuldades para se controlar diante de uma vitrine pode adotar estratégias como deixar o cartão de crédito em casa e/ou sair apenas com o dinheiro que precisará para o dia.

7. Dê adeus para os hábitos ruins

O consumo consciente só se torna uma prática real no dia a dia quando há esforço para deixar para trás hábitos ruins e adotar um novo estilo de vida.

Faça uma reflexão sobre sua rotina e procure identificar onde há desperdício. Pense sobre suas atividades do dia a dia para saber o que pode ser melhorado.

Entre os hábitos que prejudicam não só suas finanças, mas, também, o meio ambiente, estão deixar a luz ligada ao sair de um cômodo, tomar banhos muito demorados, esquecer de desligar o aquecedor de gás ao sair do chuveiro etc.

Pegar táxi para curtas distâncias, pagar a academia e nunca ir e ter assinaturas de jornais e revistas que nunca lê, por exemplo, são hábitos ruins que podem e devem ser deixados para trás.

Tornar o consumo consciente uma realidade no seu dia a dia depende apenas de você. Para abraçar essa ideia, é importante estar disposto a mudar velhos hábitos e adotar atitudes que beneficiem não só o meio ambiente como, também, suas finanças.

Faça uma avaliação cuidadosa da sua rotina e use o planejamento a seu favor: crie sempre uma lista antes de ir às compras e fique atento à validade de alimentos perecíveis para dar um basta no desperdício.

Use seu poder de escolha dando preferência para estabelecimentos que ofereçam vantagens para você, como acúmulo de pontos.

Abrir mão das compras por impulso e reduzir os pequenos gastos do dia a dia também são atitudes que ajudarão a manter as finanças equilibradas.

Não deixe de ler também como usar o cartão de crédito de forma inteligente!

Posts relacionados

Comentários

*