Blog

Cotação em 1 minutoem seu e-mail

Sua cotação em 1 minuto

Quero vender minhas milhas:

Veja nossa Política de Privacidade.

Entenda tudo sobre o mundo das milhas
e descubra como lucrar mais

Blog

01 Sep 2017

7 dicas para evitar multas ao lidar com contas domésticas

 

Se você tem o costume de ir mais de uma vez por mês ao banco para pagar contas domésticas e, ainda assim, tem tido dificuldades para lidar com todas elas, então pode ser que você esteja precisando reorganizar essa parte da sua vida.

É fato que boa parte dos problemas financeiros enfrentados pelas famílias brasileiras tem a ver comesse tipo de conta. Mas o que fazer para evitar esse problema? é exatamente essa a proposta do presente texto, ajudar você a se organizar melhor e evitar atrasos com essas obrigações. Ficou curioso? Então siga conosco e confira nossas dicas.

1. Comece a usar o débito automático

Boa parte das empresas já permitem que o consumidor simplifique sua vida ao pagar suascontasàsem sair de casa. Basta solicitar o pagamento via débito automático, ou seja, cadastrando o número de sua conta (seja ela de Água, luz, gA?s, telefone, internet, entre outras) na sua conta bancária.

O processo é muito simples e reduz a praticamente zero as suas chances de atrasar um pagamento. Entretanto, é preciso estar atento: não ative essa função se no último ano sua conta esteve no vermelho em algum momento. Caso você não tenha saldo suficiente para pagar a conta, você automaticamente entrarA? no cheque especial e passarA? a dever para o banco.

2. Monitore os gastos no dia a dia

A melhor maneira de lidar com os gastos domésticos é garantindo um maior controle deles. Isso pode ser feito a partir de uma mudança cultural familiar.

Você tem o costume de usar o computador ligado na energia?Economizeusando a bateria somente quando ele precisar de recarga. Sua família deixa as luzes do quintal sempre acesas? Passe a acendê-las somente em momentos de necessidade, aliA?s, troque as lâmpadas de sua casa por lâmpadas LED, elas são as mais econômicas do mercado, emitindo a mesma luz que as lâmpadas incandescentes convencionais, mas com gasto de energia que pode ser até 80% menor.

Reavalie também o seu consumo de Água. Em muitas situações você pode reaproveitA?-la para diminuir o valor da conta no final do mês.

Lavadoras de roupas, por exemplo, gastam muita Água, mas devolvem boa parte dela. Acostume-se a usar baldes para recuperar a parte limpa desse líquido para molhar plantas e limpar o quintal e a calçada, por exemplo. Aproveite também a Água da chuva. Práticas assim diminuem os gastos consideravelmente.

3. Utilize apps para controle financeiro

Alguns aplicativos permitem que você acompanhe toda a sua movimentação financeira a partir do celular.

Assim, mesmo pessoas que possuem conta em mais de um banco, podem se organizar como se todo o seu dinheiro estivesse num único lugar. Para este fim, oGuia BolsoÉ um excelente aliado. Com ele você pode não somente controlar diferentes contas como também trabalhar com metas em curto, médio e longo prazo. O aplicativo calcula os valores que você precisaeconomizara cada mês para que conquiste determinado objetivo.

Outros apps, como os que os próprios bancos disponibilizam, também garantem um gerenciamento completo da sua conta. Oapp do Banco do Brasil, por exemplo, além de permitir a consulta de saldo da conta corrente e conta poupança, agora tem uma opção que oferece um panorama dos gastos. Dessa forma, você pode conferir em quais categorias tem gastado mais dinheiro e exercer, então, maior controle sobre elas.

Procure nas lojas virtuais do seu celular quais são as opções de aplicativos de finanças. Algumas delas como o Guia Bolso e o App do Banco do Brasil sãogratuitas e muito eficientes. Independente da opção escolhida, o ideal é que você comece a trabalhar com uma agenda financeira.

4. Programe seus pagamentos

Lidar com atrasos é algo que pode ser resolvido de maneira fácil. Basta se planejar para pagar todas as contas possíveis num único dia.

Se sua fatura do cartão de crédito cai no dia 5, a cobrança da internet cai no dia 10, a de Água no dia 15 e assim por diante, procure concentrar as contas que puder numa única data. Esse será o dia determinado para lidar com suas despesas. Acostumando-se com essa prática, no mínimo, você garantirá não perderdinheirocom multas.

Uma alternativa interessante é tentar reunir o máximo possível de contas numa única data e usar o débito automático como recurso para as que sobrarem.

5. Defina limites para suas contas domésticas

Sua família também é essencial para evitar problemas com contas domésticas. Mas não pense que seus filhos terão que abrir mão de qualidade de vida para isso. Basta estabelecer limites.

Defina os gastos que poderáo ser realizados com brinquedos e passeios no mês. Quando eles começam a entender como esse tipo de coisa funciona, começam também a procurar por alternativas para fazer o que querem dentro dos limites estabelecidos. Essa é uma boa forma de educA?-los financeiramente, algo que será importante para que eles também saibam lidar com suas contas no futuro.

6. Renegocie

Se você estiver com dificuldades financeiras, não espere o problema chegar para resolvA?-lo. Antecipe-se: você pode procurar os credores para renegociar suas dúvidas sempre que precisar. Ao fazer isso antes mesmo da conta chegar, você emite um sinal de que é uma pessoa confiA?vel, o que dará ao credor maior segurança em considerar as soluções possíveis.

Algumas saídas para essa crise momentA?nea podem ser o parcelamento da dA�vida e a reavaliação do valor dela.

A renegociação é uma prática que você pode fazer sempre. Mesmo quando tem condições de pagar o que deve. Esteja sempre de olho nas cobranças de empresas de internet e telefonia, pois elas são as recordistas de queixas em sites como o Procon e o Reclame Aqui. Assim, sempre que julgar ser cobrado abusivamente, questione.

7. Crie uma reserva de emergência

Jamais conte apenas com o seu salário. Em tempos em que o desemprego segue em alta, é fundamental garantir um fundo para lidar com qualquer tipo de eventualidade. Estamos falando aqui de criar umareserva de emergência, ou seja, um valor que chegue a doze vezes o seu salário atual para garantir o seu padrão de vida durante um ano mesmo que perca o seu emprego.

A reserva financeira pode ser criada a partir da obtenção de uma renda extra. Isso pode ser construído com a venda demilhas, por exemplo. Vendendo suas milhas você pode recuperar parte do dinheiro gasto nas compras do dia a dia e investir.

Aprender a lidar com as contas domésticas pode melhorar a sua vida financeira. Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais para saber mais. Siga nossoTwitter,FacebookeInstagram.

Posts relacionados

Comentários